Biombo Escuro

Biombo Notícias

Trailer de “Gyuri” mostra trajetória da fotógrafa Claudia Andujar com os Yanomami

por Bruna Ximenes

02/06/2022; Foto: Primeiro Plano

Claudia Andujar, de 90 anos, fotógrafa sueca exilada no Brasil desde 1955, viu seu pai e seu primeiro amor serem levados pelos nazistas para Auschwitz quando tinha 13 anos. Da aldeia húngara de Nagyvárad, onde passou a infância, foi acolhida quando adulta na Amazônia brasileira pelos Yanomami. Nessa trajetória mútua de luta pela sobrevivência, os salvaguardou e é ativista da causa indígena desde 1970.

Aos 30 anos da Demarcação da Terra Indígena Yanomami, o trailer do documentário “Gyuri”, da diretora Mariana Lacerda foi lançado no dia 25 de maio e retrata a trajetória e relacionamento de Claudia com a aldeia indígena. O filme tem um olhar crítico e poético conduzido por relatos da artista, naturalizada brasileira, junto ao xamã Davi Kopenawa e o ativista Carlos Zacquini, com interlocução dos relatos feita pelo filósofo húngaro Peter Pál Pelbart. 

Em abril deste ano, a causa yanomami ganhou destaque na mídia nacional pela denúncia feita por Júnior Hekukaki, presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena Yanomami a um caso de estupro e morte de uma menina indígena por um garimpeiro ilegal na comunidade Araçá. A denúncia, contudo, está longe de ser o único ataque do garimpo ilegal à aldeia nos últimos anos, que tem as terras exploradas desde antes da demarcação da terra. 

O longa-metragem é o primeiro da diretora pernambucana e estreia no dia 7 de julho nos cinemas com distribuição da Descoloniza Filmes. Para gravar, Mariana preferiu equipamentos discretos e contou com uma equipe pequena para que a experiência não fosse desconfortável para a aldeia. Os relatos extraídos falam do trabalho de iconografia feito pela artista por meio da fotografia e traça uma linha de raciocínio entre os dilemas da população yanomami com a realidade da Guerra.

Confira o trailer abaixo:


Bruna Ximenes

Redatora

Estudante de Jornalismo na PUC-Rio, redatora e cozinheira. Adora jornalismo cultural, reportagem e gastronomia